Ludmilla no Rock in Rio 2022
Reprodução/Twitter

Rainha da Favela, MC Beyoncé, ou simplesmente Ludmilla. A artista brasileira, não apenas por seus vários nomes e apelidos, é conhecida por ser uma das mais versáteis do país com seus projetos que vão do Funk ao Pagode, passando pelo Pop e tantos outros gêneros.

Não à toa, a artista foi escalada para fechar o Palco Sunset neste último dia de Rock in Rio 2022, e montou uma apresentação à altura da posição que lhe foi concedida pela organização do evento. Aliás, vale ressaltar, a mega produção que foi esse show da Lud caberia facilmente no Palco Mundo.

Continua após o vídeo

Isso ficou bastante perceptível ao observar a multidão de gente que aguardava a cantora mesmo enquanto Rita Ora se apresentava no palco principal, isso já levando em conta os fãs que certamente estão desde cedo esperando as headliners Megan Thee StallionDua Lipa.

Como foi o show de Ludmilla no Rock in Rio 2022?

Circulou bastante a informação de que Ludmilla teria gasto R$2 milhões com a produção desse show, e dá pra dizer que cada centavo valeu a pena para a cantora. Ainda que não tenha tido nenhuma grande surpresa no sentido de espetáculo, o investimento foi justificado pelo belíssimo palco e por toda a estrutura, que inclui até um elevador na passarela.

Os visuais, claro, também foram parte fundamental de toda a construção, com destaque par ao momento em que o palco foi tomado por camisas da seleção brasileira. Como foi apontado pelo perfil oficial de Ludmilla no Twitter, a ideia era justamente resgatar a imagem da camisa amarela, tomada por grupos conservadores e de extrema direita no país.

Não à toa, foi exatamente nessa hora que ela fez seu tradicional pedido para o público “fazer o L”. Pra quem não sabe, isso já é marca registrada da cantora e é claro que o L é de Ludmilla — a realidade, no entanto, é que pra bom entendedor só um sinal basta, e ao final do show era possível ouvir vários gritos de “Olê, Olê, Olá, Lula, Lula”.

Continua após o vídeo

Mas a verdadeira atração foi realmente o que estava rolando musicalmente, com uma banda perfeitamente em sincronia dando apoio para a voz de Lud brilhar em diversos momentos, além de suas coreografias fantásticas feitas em parceria com um grande grupo de dança que encantaram o público.

Continua após o vídeo

O mais impressionante é que o público responde a absolutamente todas as vertentes da carreira de Lud, desde as suas origens no Funk, que fizeram a galera pular, até sua fase mais recente com o projeto Numanice, que deixou todo mundo cantando junto. No meio de tudo isso, a cantora ainda arrumou um tempo para homenagear outras grandes mulheres da música nacional.

Ela recebeu no palco ícones de diversas gerações (Tasha e TracieMC Soffia, Tati Quebra Barraco e Majur) para um trecho em que destaca justamente a importância de um trabalho conjunto. Aliás, tudo isso casou muito bem com o começo do show, que emocionou a plateia ao relembrar toda a trajetória de Ludmilla, ressaltada novamente com a exibição de ataques de ódio recebidos por ela no telão.

Continua após o vídeo

A realidade é que, quem ainda não sabia, descobriu hoje que Ludmilla é uma das maiores artistas do país. Seja por sua versatilidade, por seu repertório invejável ou “apenas” por sua capacidade de fazer um show maravilhoso, Lud é uma verdadeira rainha e merecia muito esse espaço — ou até um maior.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar