JK Rowling
Foto via Wikimedia Commons

Não é de hoje que J.K. Rowling é acusada de transfobia nas redes sociais, e parece que a escritora resolveu levar sua experiência pessoal para as páginas de seu novo livro.

Nesta segunda-feira (30), J.K. lançou no exterior, sob o pseudônimo Robert Galbraith, o livro The Ink Black Heart como parte de sua série de thriller criminal Cormoran Strike. A obra foca na história de uma mulher chamada Edie Ledwell que começa a ser perseguida depois de fazer comentários transfóbicos publicamente.

Na trama, a personagem é criadora de um popular desenho animado feito para o YouTube e também é acusada de racismo e de ter sido preconceituosa contra pessoas com deficiência física. Como resultado, a protagonista acaba sendo assassinada misteriosamente.

Seria só uma coincidência? The Black Ink Heart ainda não tem previsão para chegar ao Brasil.

J.K Rowling afirma que escreveu trama antes das polêmicas

Em entrevista para o talk show de Graham Norton, a autora da franquia Harry Potter garantiu que a história de The Ink Black Heart foi escrita antes dela se envolver nas polêmicas que começaram a surgir em 2019. No programa de televisão, J.K. disse (via NME):

Eu devo esclarecer que o livro não é sobre algumas das coisas que aconteceram comigo no último ano. Escrevi o livro antes desses acontecimentos que me aconteceram online. Ainda falei para o meu marido, ‘Acho que todos vão achar que o livro é uma resposta ao que aconteceu comigo’, mas genuinamente não é. O primeiro rascunho do livro já estava finalizado quando as coisas começaram a acontecer.

Dá para acreditar? No final de 2021, vale lembrar, Rowling ficou de fora do especial da HBO Max pelos 20 anos da saga Harry Potter nos cinemas. Intitulado Return To Hogwarts, o registro trouxe de volta ao set os protagonistas Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint, além de outros nomes do elenco como Helena Bonham Carter e Ralph Fiennes.

Recentemente, J.K. revelou que não foi excluída do especial, mas que considerou que a produção tinha muito mais a ver com os longas do que com os livros e, por isso, preferiu não participar.

LEIA TAMBÉM: Rafael Bittencourt (Angra) fala sobre filho transexual e cobra espaços de representatividade

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar