21 Savage
Foto: Wikimedia Commons

Uma eterna discussão direcionada à música — mais especificamente a gêneros negros, como o rap ou funk — é sobre o conteúdo referente a crimes ser tratado como “apologia”.

Nos Estados Unidos, novamente houve notoriedade nesse debate após um tweet do rapper 21 Savage, vencedor de um Grammy por seu hit “a lot”. Na postagem, disponível logo em seguida, o artista diz:

Atlanta, nós temos que ser melhores. Abaixem as p***** das armas!!!!

Continua após o tweet

O post gerou debates e memes com um fundo de crítica pelo conteúdo do artista: em grande parte de suas letras, 21 Savage fala sobre confrontos armados e sobre matar seus inimigos.

21 Savage é criticado por se posicionar contra armas e responde

Em um dos tweets, o MC dá sua opinião sobre o conteúdo e aproveitou para reafirmar o fato de ser uma pessoa que vai muito além de suas músicas:

Música é para entretenimento, não é um manual de instruções sobre como viver a vida. Na vida real, doo muito dinheiro e espalho conhecimento financeiro para minha comunidade. Pare de tentar me tornar unidimensional.

Desde os primórdios do rap essa discussão existe, principalmente como forma de deslegitimar o gênero ou artistas particulares, tratando suas temáticas e frases como, em alguns casos, evidência de ligação ao crime.

O mesmo tratamento não se dá para artistas brancos e de gêneros mais bem aceitos por outras classes sociais, como no rock ou no pop. O entendimento é claro: a letra é uma história, sem relação direta com a realidade, pois a arte não necessariamente é baseada em fatos reais. Nunca precisou ser.

Continua após o vídeo

Outro argumento usado é o da influência negativa que esse tipo de letra passa para pessoas. E isto é um ponto que pode ser real: o ser humano é altamente influenciável, e ouvir pessoas falando sobre assassinatos pode dessensibilizá-lo quanto a isso.

Mas… você já foi ao cinema? Por que um tipo de expressão artística recebe aceitação para expor a violência de forma extremamente explícita, mas letras relativamente vagas são problemas?

A discussão tomou conta dos comentários e de outras publicações, mas o debate em torno da violência precisa ser muito mais amplo. Há muito caminho a percorrer!

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! ALTERNATIVO

Clássicos, lançamentos, Indie, Punk, Metal e muito mais: ouça agora mesmo a Playlist TMDQA! Alternativo e siga o TMDQA! no Spotify!

 

Compartilhar