Fantastic Negrito é pura entrega. Disso não há mais dúvidas.

Aconteceu na noite chuvosa desta terça-feira (19), no Cine Joia, em São Paulo, o tão aguardado show do cantor americano, uma parceria entre a produtora ShowMe e o TMDQA! como parte das comemorações de 10 anos do site. Com uma plateia dividida entre aqueles que já eram fãs e os curiosos, o clima ainda era de uma expectativa incerta sobre o que viria pela frente. Ao que me parece, nada poderia ter preparado o público para o que aconteceu naquele palco.

Às 21h25, o fantástico (há!) Xavier Amin Dphrepaulez surgiu com sua banda igualmente fantástica, recebidos por gritos da galera que, a aquela altura, já enchia o Cine Joia.

Fantastic Negrito @ São Paulo, 2019

Começando com a paulada “My Time In L.A.”, o músico se mostrou animado com a resposta da plateia, já encantada com a performance do cara. O show seguiu com “Bad Guy Necessity”, faixa do elogiado Please Don’t Be Dead (2018), seguida por um medley de “Working Poor” e “The Stuit That Won’t Come Off”.

Em vários momentos, Negrito fazia questão de inserir discursos políticos e de cunho social “travestidos” de poemas e letras improvisadas, falando sobre racismo, opressão, machismo, entre outros assuntos. Cada inserção deste tipo na apresentação foi aplaudida fortemente pelo público.

O show ainda seguiu com canções como “Scary Woman”, “Hump Through The Winter”, “A Boy Named Andrew”, entre outras, em um setlist que equilibrou muito bem os discos do cara. Em sua discografia, ele traz os títulos Fantastic Negrito (2014), The Last Days of Oakland (2016) e Please Don’t Be Dead (2018).

No fim do primeiro ato do show, Negrito mandou ver em uma cover de “In The Pines” (ou “Where Did You Sleep Last Night”), do Leadbelly, fazendo sua própria interpretação da letra da canção.

Em determinado momento da noite, o cantor “atiçou” a plateia, dizendo que o público mexicano o havia feito “suar mais”. A galera tomou a fala como desafio e, a partir daí, o artista passou a interagir cada vez mais com os brasileiros e pedir para que repetissem, em coro, diversos trechos de sua canção. O jogo funcionou para ambos os lados, e o músico chegou até a criar uma canção de improviso com a palavra “obrigado”, tamanha sua gratidão com o público receptivo.

Depois de saírem do cenário, Fantastic Negrito e sua trupe de músicos talentosíssimos ainda voltaram para o bis, tocando os hits “Plastic Hamburger”, “The Duffler” e “Bullshit Anthem”, as faixas mais conhecidas da noite e que fizeram a galera cantar em uníssono.

Se no fim nós ganhamos do público mexicano de verdade, eu não sei. O que sei é que este monstro da música saiu do Brasil com mais fãs do que tinha quando chegou, e fãs apaixonados. A plateia saiu de alma lavada — além da chuva! –, elogiando e querendo mais.

Volte mais vezes, Fantástico!

Confira a galeria de fotos e o setlist abaixo

Fantastic Negrito @ São Paulo, 2019

Setlist Fantastic Negrito

     
 
Compartilhar