Foto: Divulgação
 

Cinco anos após comprar a Lucasfilm por aproximadamente 13 bilhões de reais (U$ 4,6 bi), a Disney acaba de recuperar esta quantia com os novos filmes da franquia Star Wars.

Somando a arrecadação mundial dos longas Episódio VII: O Despertar da Força, Episódio VIII: Os Últimos Jedi, e Rogue One – Uma História Star Wars apenas nos cinemas, os estúdios já passaram da marca dos 13 bilhões. Tudo isso sem contar com a grana dos milhares de produtos oficiais estampados com os novos personagens, parques temáticos e vendas de DVDs.

O mais recente longa lançado, Os Últimos Jedi, deve bater em breve o valor de 3 bilhões de reais (U$ 1 bi) arrecadados mundialmente com a bilheteria, ainda sem contar com o público da China — por lá, o filme estreia apenas no dia 05 de Janeiro de 2018.

Star Wars nos próximos anos

A Disney é ambiciosa. Apesar das críticas ao Episódio VIII — inclusive vindas do próprio Luke Skywalker –, a empresa já colocou nos planos mais uma trilogia e uma série de TV.

Além disso, um spin-off sobre o personagem Han Solo também está em produção, mas as coisas parecem não estar indo muito bem. Segundo rumores, os estúdios já estão se preparando financeiramente para o fracasso do projeto. Um dos grandes motivos seria a dificuldade do ator Alden Ehrenreich em interpretar o contrabandista mais famoso da galáxia.

 

   
 
Compartilhar