Dia do Rock
 

Você, leitor esperto, sabe que no dia 13 de Julho é comemorado o Dia Mundial do Rock. Em 2012, será celebrado os 27 anos da realização do Festival Live Aid, que reuniu lendários artistas da música em prol dos pobres da Etiópia. Desde então, a data tem um marco especial no calendário do rock.

Como não podemos deixar passar batido, a equipe do TMDQA! vai lançar listas especiais até o dia 13 de Julho (que este ano é ainda mais cabalístico, pois cai numa sexta-feira) para comemorar.

Abaixo uma lista com clássicos discos do rock. 13 discos que todo aspirante, veterano e/ou dinossauro do rock’n’roll tem obrigação de ter ouvido.

London CallingThe Clash (1979)

London Calling The Clash

Este é o terceiro álbum da banda de punk rock The Clash e um dos discos mais brilhantes já produzidos. No álbum, os britânicos do Clash levantam assuntos como o deslocamento social, o desemprego, o conflito racial, uso de drogas e mais diversos outros assuntos polêmicos. Incluído na lista dos “200 álbuns definitivos do rock’n’roll” este é um disco para você pensar!

Black AlbumMetallica (1991)

Metallica The Black Album

Com faixas como “The Unforgiven”, “Enter Sandman” e “Nothing Else Matters”, esse é o quinto disco da carreira do Metallica e o que obteve mais sucesso com 22 milhões de cópias vendidas e apontado nas melhores listas da crítica especializada. No entanto, a produção de Bob Rock contou com algum desapontamento por parte dos fãs que alegam que a alma do Metallica foi corrompida por artimanhas comerciais e riffs mais populares. Há controvérsias!

Dark Side of the Moon Pink Floyd (1973)

Pink Floyd Dark side of the moon

Estima-se que uma entre 14 pessoas com menos de 50 anos de idade nos Estados Unidos tenha uma cópia deste álbum. Produzido na década de setenta e aclamado até hoje, Dark Side of the Moon é a obra-prima do Pink Floyd. O disco fala sobre as pressões da vida como o tempo, o dinheiro, a guerra, a loucura e a morte. De um jeito jamais visto e nunca imitado, Pink Floyd instaurou um novo gênero e é considerada uma das bandas mais incríveis de todos os tempos.

 

Abbey RoadThe Beatles (1969)

Beatles Abbey Road

O 12° álbum da carreira dos Beatles leva o nome de uma Rua de Londres localizada próxima ao estúdio Abbey Road. Considerada uma das melhores obras dos meninos de Liverpool, Abbey Road foi o penúltimo disco lançado, mas o último a ser produzido. O álbum destaca George Harrison como um compositor de primeira linha, por sucessos de sua autoria como “Here Comes the Sun” e “Something”.

Back in BlackAC/DC (1980)

AC/DC Back in Black

A banda australiana de hard rock AC/DC carrega o mérito de ser a dona do segundo álbum mais vendido de todos os tempos com o Back in Black. São mais de 50 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, ficando atrás somente de Thriller do Michael Jackson.

 

Brothers in ArmsDire Straits (1985)

Dire Straits Brothers in Arms

Brothers in Arms é o quinto álbum de estúdio da incrível e extinta banda Dire Straits. Na época de seu lançamento, há 27 anos, o disco assumiu as paradas britânicas por dez semanas e foi número um na Billboard 200 por nove semanas consecutivas. O disco tem inúmeras canções famosas como “Walk of Life” e “So Far Away”, além de ser um deleite para o ouvido dos fãs de boa música.

Are you ExperiencedThe Jimi Hendrix Experience (1967)

Are you Experienced Jimi Hendrix

Amplamente reconhecido como um dos músicos mais criativos e influentes do século 20, Jimi Hendrix foi pioneiro das possibilidades explosivas da guitarra elétrica. Com seu estilo inovador e muita distorção, Hendix criou uma nova forma musical. Are you Experienced foi o disco de estreia do The Jimi Hendrix Experience que o lançou para o estrelato. Não é para menos!

 

Led Zeppelin IVLed Zeppelin (1971)

Led Zeppelin IV

Led Zeppelin IV é o quarto álbum de estúdio do Led Zeppelin. A principal faixa, “Stairway to Heaven”, foi composta por Jimmy em parceria com o vocalista Robert Plant enquanto a banda estava em turnê pelos Estados Unidos. Mesmo nunca tendo sido lançada como single, tornou-se a canção de maior sucesso daquele ano e é considerada até hoje uma das melhores gravações musicais de todos os tempos.

A Night at the OperaQueen (1975)

Queen A Night At The Opera

A Night at the Opera é considerado pela maioria o melhor álbum do Queen. Contém a música “Bohemian Rapsody” e ninguém nunca, nem antes, nem depois, conseguiu fazer algo parecido com ela.

ParanoidBlack Sabbath (1970)

Paranoid Black Sabbath

Paranoid é o segundo álbum da banda de heavy metal Black Sabbath. Foi lançado em 1970 no Reino Unido, no dia exato da morte de Jimi Hendrix. É o álbum mais vendido da banda e dono de alguns de seus maiores sucessos, como “Iron Man” e “Paranoid”.

 

The Number of the Beast – Iron Maiden (1982)

The Number of the Beast Iron Maiden

The Number of the Beast (que significa o número da besta em inglês) é um álbum do Iron Maiden lançado em 1982. O disco marca a entrada do vocalista Bruce Dickinson, já que o vocalista Paul Di’Anno deixou a banda no final de sua turnê mundial em 1981. O álbum também foi marcado por ser último com o baterista Clive Burr e pela grande controvérsia ao utilizar temáticas obscuras e trazer a imagem do demônio na arte da capa – o que alavancou ainda mais o sucesso do álbum.

NevermindNirvana (1991)

Nirvana Nevermind

Nevermind teve tiragem inicial de oito mil cópias para a Inglaterra e 40 mil para os Estados Unidos e esgotou em poucos dias. Um mês após o lançamento, o Nirvana ganhava o disco de ouro. No final de 1991, a banda partiu para uma turnê na Europa e no começo do ano seguinte, Nevermind vendia 300 mil cópias por semana assumindo o topo das paradas. A partir daí Kurt Cobain e companhia se transformavam em um fenômeno mundial.

TenPearl Jam (1991)

Pearl Jam Ten

Ten é o álbum de estreia do Pearl Jam e a maioria de suas canções traz letras sobre depressão, falta de moradia e abuso. Ten não foi um sucesso imediato, mas no final de 1992 o disco já tinha chegado ao segundo lugar da Billboard 200 com sucessos como “Alive”, “Even Flow” e “Jeremy”. Em 2011, o disco registrou mais de 9.900.000 de cópias vendidas nos EUA, sendo o álbum mais comercialmente bem sucedido do Pearl Jam.